Busca

                
/images/UCP/GRADUACAO/slide/Testeira_Direito.png
 
 
  • O início do ano letivo é um momento de expectativas e cheio de emoções para quem está ingressando na Universidade. Por isso, a importância dos novos alunos terem seu primeiro contato oficialmente como estudantes direto com o coordenador do curso, para conhecer mais sobre o próprio curso, a infraestrutura da Instituição e um pouco da história da Universidade. Esse receptivo exclusivo aos calouros é tradição na UCP e aconteceu, virtualmente, nesta quarta-feira (10.02).

    Cada curso teve um encontro on-line que reuniu o coordenador e professores do curso, que tiveram a oportunidade de conhecer os ingressantes e ter um bate-papo com os alunos em um momento descontraído. Já nesta quinta-feira (11.02) começam as aulas de todos os alunos da graduação, dando início oficialmente ao ano letivo.

  • O ano de 2020 pode ser resumido como um ano de desafios, mas principalmente de superação em todas as áreas, especialmente quando se fala em educação. Depois de vencer este ano tão marcante, os docentes da UCP se preparam para o início de mais um ano letivo, que teve início nesta quarta-feira (10.02), ainda de maneira remota. Durante três dias, os professores participaram de encontros e reuniões durante a Semana de Integração, que foi realizada virtualmente. A programação começou na segunda-feira (09.02) com a missa em ação de graças e uma reunião com a Reitoria, diretoria dos centros acadêmicos e dos cursos de pós-graduação.

    “Iniciamos nosso ano letivo e hoje, de maneira muito particular, a Semana de Integração a fim de que o Senhor possa iluminar nossa vida e nossas atividades inspirando de forma corajosa e criativa mais um ano com os desafios que se apresentam devido à pandemia com as suas consequências”, disse o Reitor, Pe. Pedro Paulo de Carvalho Rosa ao abrir a reunião na segunda.



    Na ocasião, o Reitor fez um balanço do ano passado, desde o momento em que todos foram surpreendidos com a publicação do decreto que suspendia as aulas presenciais e todas as decorrências da pandemia, como as transformações que todos, colaboradores, professores e alunos, precisaram passar para se adequar às necessidades da situação.

    “Tivemos que nos reinventar diante dos novos desafios impostos pela covid-19. Desconcertados, tivemos que abandonar muitas coisas necessárias para lecionarmos até então. Tivemos que empreender caminhos rumo a um mundo pouco conhecido para muitos de nós. Mas, como a família de Nazaré, a família UCP não caminhou sozinha. Caminhamos na companhia de Jesus, guiados pelo Senhor com espírito confiante, abertos às novas tecnologias e avanços da ciência nos meios de comunicação”, lembrou o padre, destacando a atuação incansável de todos na busca da melhor forma de continuar com o ensino de excelência da UCP em todos os seus formatos, seja no presencial ou remoto.

    Como é tradição, as aulas dos novos alunos começaram nesta quarta-feira (10.02), em um dia exclusivo quando terão um encontro virtual com seus coordenadores, e na quinta-feira (11.02) terá início, oficialmente, o ano letivo para todos os alunos.

  • Cursos da Universidade obtiveram as melhores notas entre as universidades particulares do Estado do RJ

    A Universidade Católica de Petrópolis (UCP) se destacou em duas importantes avaliações no universo acadêmico, com seus cursos alcançando as melhores notas entre as universidades particulares do Estado do Rio de Janeiro. No Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes, o Enade, foram avaliados cursos de ciências biológicas e ciências exatas. Já no Guia Quero Estadão, considerada a maior pesquisa de opinião do Ensino Superior brasileiro, a UCP teve 22 cursos de graduação – incluindo bacharelados e licenciaturas - avaliados.

    “A Instituição recebe esses resultados positivos com grande satisfação e sentimento de dever cumprido, diante do reconhecimento da qualidade e relevância dos nossos cursos no cenário nacional, estadual e, obviamente, local, obtendo as melhores notas no Estado. No Enade, por exemplo, ficamos atrás somente de universidades públicas. Isso afirma o nosso compromisso na formação de profissionais competentes e prontos para o mercado de trabalho e na busca constante de atualização e aprimoramento em todos os sentidos, seja na matriz curricular, corpo docente e infraestrutura”, observa o reitor da Universidade, Pe. Pedro Paulo de Carvalho Rosa.

    A prova do Enade acontece todos os anos, desde 2004, para avaliar o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação. Ela é aplicada pelo Inep, que é vinculado ao Ministério da Educação, em ciclos avaliativos. Ou seja, a cada ano são determinadas áreas de avaliação e os cursos a elas vinculados. Em 2019, foram avaliados cursos do Centro de Engenharia e Computação e do Centro de Ciências da Saúde que foram classificados entre as melhores notas do estado.



    Os cursos de Biomedicina (nota 4) e Fisioterapia (nota 3) obtiveram a melhor nota entre as universidades privadas do Estado do RJ. O curso de Educação Física teve a melhor nota (4) entre as instituições privadas do interior do estado. No ranking estadual, considerando as instituições públicas e privadas, os cursos de Biomedicina e Fisioterapia ocuparam o 3º lugar e o de Educação Física a 4ª posição. 

    Já Arquitetura e Urbanismo (nota 3) ficou entre os 10 melhores cursos do Estado do RJ e com a 2° melhor nota entre as universidades privadas do interior. O curso de Engenharia Mecânica (nota 3) também se destacou com a 2° melhor nota entre as instituições privadas do estado.
    22 cursos avaliados no Guia Quero Estadão
    Além do Enade, a UCP também passa anualmente pela avaliação do Guia Quero Estadão, que é organizado em parceria entre o jornal O Estado de S. Paulo e o Quero Educação, um portal que reúne bolsas de estudo em mais de 6 mil parceiros entre faculdades e escolas de todo o Brasil. O ranking avaliou cerca de 15 mil cursos de graduação em todo o Brasil, analisando quesitos como qualidade do projeto pedagógico, corpo docente e infraestrutura.

    Os cursos avaliados com nota 4 foram Administração; Arquitetura e Urbanismo; Biomedicina; Ciências Econômicas; Direito; Educação Física; Filosofia; História; Letras; Pedagogia e Psicologia. Já os cursos de Ciências Contábeis; as engenharias Civil; Elétrica; Mecatrônica; Mecânica; de Computação; de Produção; além dos cursos de Fisioterapia e Relações Internacionais obtiveram nota 3.
  • I Semana do Núcleo do Idoso da UCP aconteceu de 28 de setembro a 1º de outubro, com transmissão ao vivo na TV UCP



    A prática da mediação familiar é um dos caminhos possíveis para trabalhar a comunicação familiar e a vulnerabilidade da pessoa idosa. O tema norteou as discussões da I Semana do Núcleo do Idoso da UCP, que terminou nesta quinta-feira (1º.10) – data em que é comemorado o Dia Internacional das Pessoas Idosas. A programação aberta ao público teve início na segunda-feira (28.09) com palestras abordando diversas questões do idoso que foram transmitidas pela TV UCP, canal da Universidade no Youtube.

    Com o tema Fortalecendo o protagonismo e os laços pela mediação, o evento on-line contou com diversos palestrantes, incluindo internacionais, que trataram do assunto fundamentado nos temas família, envelhecimento, cuidados e riscos. Cada vez mais a atenção e cuidado com o público da terceira idade, nas questões que envolvem seu cotidiano e núcleo familiar, tem despertado a atenção para um olhar especial e diferenciado para a resolução de conflitos. 



    Em todo o Brasil, existem apenas três Centros que oferecem serviço específico para recepcionar as demandas de idosos vulneráveis, em parceria com a Justiça, sendo o Núcleo de Atendimento ao Idoso da UCP um deles. Com população estimada em mais de 42 mil idosos em Petrópolis, segundo o IBGE, o Núcleo da UCP presta esse serviço aos idosos vulneráveis que desejam realização de sessão de mediação como forma de resolver conflitos familiares em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. 

    A unidade funciona no polo avançado do Centro Judiciário de Resolução de Conflitos (CEJUSC) na UCP. Além do suporte jurídico na resolução de conflitos, o Núcleo também tem uma atenção a outras demandas da pessoa idosa, oferecendo não apenas a assistência, mas também promovendo eventos e encontros que tratam sobre diversos assuntos que envolvem o idoso, como planos de saúde e assistência domiciliar; a violência financeiro-patrimonial contra idosos, assim como a vulnerabilidade da pessoa idosa nas relações de consumo; entre outros.

    “Entendemos a importância de destacar o papel da mediação nesse trabalho desenvolvido pelo Núcleo, que vai ao encontro das aspirações da missão e visão da Universidade, pela sua origem e natureza comunitária e humanista com atuação no âmbito da defesa dos direitos da pessoa idosa, orientado pelas políticas públicas para a promoção e inclusão deste segmento social. Por isso a iniciativa de organizar um evento a toda comunidade, que contou com a participação dos coordenadores dos dois outros Centros, compartilhando conhecimento e também aprendendo mais sobre o tema com a experiência de quem vive esse trabalho”, disse a coordenadora do Núcleo, Flavia Castellain. 

    As palestras da I Semana do Núcleo do Idoso da UCP podem ser conferidas no canal da Universidade no Youtube.

  • O levantamento colocou o curso oferecido pela Universidade Católica de Petrópolis entre os 8% melhores do país

    Um levantamento que teve por base os dois principais índices públicos de qualidade dos ingressos, o Exame Nacional Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil e o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), colocou o curso de Direito da UCP entre os melhores cursos jurídicos do Brasil, que atualmente conta com 1305 cursos de graduação em Direito.

    Sempre houve uma dificuldade para a comparação da qualidade desses cursos, visto que nem a OAB nem o MEC publicam rankings de desempenho, apesar de os resultados serem públicos. Pensando nisso, a empresa Aguillar Education reuniu os desempenhos dos cursos jurídicos do país nesses dois exames e criou o Índice Aguillar Education, um ranking que serve como uma referência para todos aqueles que se interessam em escolher uma faculdade de direito.

    Para o Professor Maurício Pires Guedes, diretor do Centro de Ciências Jurídicas e coordenador do curso de Direito da UCP, “A Universidade recebeu com muita alegria a notícia. Esse resultado demonstra a qualidade do ensino quem vem sendo oferecido para nossos alunos ao longo dos últimos anos, consolidando a excelência do nosso curso no cenário nacional”.

    A UCP já havia recebido, recentemente, o selo “OAB Recomenda” como reconhecimento pelos bons resultados obtidos pelos egressos do curso de Direito no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil, sendo a única instituição da cidade a receber este selo.

  • A pandemia da Covid-19 impôs desafios, mas também despertou novas oportunidades nas mais diversas áreas, inclusive no Direito. Os novos ramos do Direito foi uma das discussões propostas durante a Semana Jurídica 2020 da UCP, que foi encerrada nesta sexta-feira (21.08). Durante cinco dias foram debatidos os grandes temas jurídicos do século XXI, em especial sob a perspectiva da pandemia. Neste último dia de evento, as palestras abordaram importantes questões como O direito do trabalho em tempos de Covid-19 e Aspectos inovadores do direito contratual.

    Realizado de forma on-line, com transmissão ao vivo pela TV UCP – canal da Universidade no Youtube -, a programação reuniu grandes nomes da cena jurídica das mais diversas áreas do Direito e de diversos lugares, como Portugal, do Sul e Brasília. O evento foi destinado a alunos da graduação e do mestrado em Direito, além do público em geral.



    “A ideia da Semana Jurídica, nesse momento que ainda estamos com o afastamento social, foi abordar os novos ramos do Direito, por um lado, e por outro discutimos como essas diferentes áreas estão lidando com esse momento de pandemia da Covid-19. Acho que de fato tivemos uma Semana muito rica exatamente em razão da diversidade e dos diferentes palestrantes de vários lugares. Conseguimos aproveitar esse momento de afastamento social para fazermos grandes discussões com palestrantes fenomenais e que contribuíram bastante para o conhecimento do Direito e para os debates jurídicos que faremos agora durante as aulas”, pontua o diretor do Centro de Ciências Jurídicas da UCP, Prof. Me. Maurício Pires Guedes.

    Toda a programação da Semana Jurídica 2020 da UCP pode ser conferida no canal da Universidade no Youtube.

    UCP abre Semana Jurídica com palestras on-line sob a perspectiva da pandemia 

  • Foi aberta nesta segunda-feira (17.08) mais uma Semana Jurídica do CCJ da UCP, que vai discutir os grandes temas jurídicos do século XXI, em especial os novos ramos do Direito e o Direito sob a perspectiva da pandemia da Covid-19. Toda programação, que acontece até sexta-feira (21.08), será on-line, inclusive a Santa Missa em Ação de Graças realizada nesta segunda celebrando o início da edição do evento 2020, que está sendo transmitido pela TV UCP, canal da Universidade no Youtube.

    O evento destina-se a alunos da graduação e do mestrado em Direito, além do público em geral. Neste primeiro dia da programação, o público foi contemplado com a palestra O que é isto - o Direito! - que também marcou a aula inaugural do Programa de Pós-graduação em Direito da UCP – e que foi ministrada pelo Prof. Dr. Lênio Luiz Streck.



    O direito desportivo e o jovem advogado também foi tema de palestra neste primeiro dia, com o Prof. Maurício de Figueiredo Corrêa da Veiga, que é presidente da Comissão de Direito Desportivo do IAB; Professor do Master Diritto e Sport da Universidade Sapienza de Roma; Vice-Presidente da Comissão Especial de Direito Desportivo da OAB Nacional; Membro fundador da Academia Nacional de Direito Desportivo; Membro da Comissão de Altos Estudos do Contrato Especial de Trabalho Desportivo e da Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol.

    Ao longo de toda semana serão discutidos diversos temas na programação que é transmitida ao vivo pelo canal oficial da UCP no Youtube.

  • A pandemia nos impôs a necessidade do afastamento social para segurança de todos, adiando muitos planos e adaptando outros, pois a vida precisa continuar. Com segurança e restrição de público, a UCP manteve a realização das formaturas do primeiro semestre, mas de maneira diferente para preservar a todos, garantindo aos estudantes a conclusão do curso. As primeiras colações já acontecerem no último fim de semana, no Campus Dom Veloso.

    A Universidade não realizou a tradicional solenidade, com o uso de becas e capelo, apenas a colação (imposição de grau e assinatura de ata), na qual o aluno pode estar acompanhado de apenas dois convidados. A medida foi tomada pela Universidade para garantir a emissão do diploma em menor tempo possível, não sendo autorizada a participação de quem não estiver efetivamente colando grau.

    Para evitar a aglomeração de pessoas, os cursos foram distribuídos por horários e está proibido o fluxo de pessoas circulando pelo estacionamento do campus nesse período. 



    Além da redução de público e distribuição dos formandos, outras medidas de segurança também foram tomadas, como a organização do Salão Nobre, que foi adaptado para respeitar o distanciamento. 

    “A UCP em atenção, cuidado e compromisso com seus estudantes, diante do isolamento social imposto para segurança de todos, empreendeu e manteve o seu calendário acadêmico. Isto permitiu que os alunos concluintes deste período pudessem colar grau, mesmo que sem haver a tão sonhada solenidade de formatura. Assim, ao receber a imposição de grau, nossos formados poderão receber o seu diploma no tempo previsto e, em vantagens, se apresentarem ao mercado de trabalho em tempos tão difíceis”, pontuou o Reitor da Universidade, Pe. Pedro Paulo de Carvalho Rosa, que destacou a relevância deste momento.

    “Entendemos a importância da conclusão e fechamento desse ciclo tão significativo, ainda mais diante deste momento ímpar que vivemos. Tão logo seja autorizada a realização de eventos com aglomeração de pessoas, a Universidade vai realizar a tradicional solenidade como forma de registrar essa etapa tão relevante para todos nós”, finalizou o Reitor.

  • Durante todo o mês de Junho, a TV UCP exibiu a websérie especial produzida pelo Núcleo de Atendimento ao Idoso celebrando o mês dedicado à proteção desse público, o Junho Violeta. Foram 10 entrevistas com especialistas de diversas áreas que falaram sobre diversos temas pertinentes ao público da melhor idade, como questões de saúde, financeiras e até sobre o isolamento social durante a pandemia. A websérie terminou nesta quarta-feira (1º.07) com a participação da juíza e coordenadora do Centro Judiciário de Solução de Conflitos de Jacarepaguá, Dra. Lísia Carla Vieira Rodrigues.

    Na ocasião, a juíza falou sobre mediação de conflitos no combate à violência contra o idoso.

    “Lamentavelmente os índices de violência contra a pessoa idosa são expressivos e lamentavelmente nesta situação de pandemia os hipervulneráveis acabaram sofrendo mais ainda com a violência e também os idosos que entram nesta categoria. E muito mais lamentavelmente ainda que em muitos casos os agressores são os familiares, incluindo filhos, netos, vizinhos, parentes em geral, pessoas que tem um convívio próximo com o idoso”, pontua a juíza, que apresentou os números sobre os idosos.



    “Hoje no Brasil 14.3% da população é de idosos, o que representa 2,9 milhões de pessoas. E que em 2030, por exemplo, teremos mais idosos do que crianças e adolescentes. Nós vamos ter 18% de idosos acima de 60 anos e 17% de crianças e adolescentes. Então a população de idosos vai aumentar cada vez mais”, lembra a juíza, que destaca a importância do Núcleo de Atendimento ao Idoso da UCP.

    “O pólo avançado do CEJUSC instalado na UCP é importante pela mediação e pelo aspecto da promoção da cidadania. O idoso tem que ter consciência de que ele tem direito, tem voz e de que ele pode falar. Espero que os idosos continuem envelhecendo bem não só fisicamente, mas também psicologicamente e para isso é importante que eles saibam que eles tem direitos, tem voz, tem que ser ouvidos e que tem que ser bem tratados e com carinho”, finalizou.  

    As 10 entrevistas da websérie especial comemorativa pelo Junho Violeta podem ser conferidas no canal no Youtube da UCP.

  • Evento nos dias 15 e 16 de junho, que foi transmitido ao vivo na TV UCP, promoveu reflexões sobre os ambientes de solução de conflitos nos Estados Contemporâneos

    Diante da grave crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, que afetou as mais diversas esferas da sociedade, o debate de temas relevantes sobre os métodos de solução de controvérsias e efetivação de direitos no plano interno e internacional, no momento em que as pretensões aumentam significativamente, é de extrema importância. Contribuindo para a discussão sobre o tema, a UCP realizou, virtualmente, o Seminário Internacional Processo e Sistemas de Justiça. O evento aconteceu nesta segunda (15.06) e terça-feira (16.06), no canal oficial da Universidade no Youtube.

    “As necessidades de vários segmentos sociais e de instituições vem aumentando diante das demandas que são geradas pela crise oriunda da pandemia, como direito à alimentação; à saúde, sobretudo; a exercer atividades econômicas. Ou seja, a crise gerada pela pandemia suscitou uma tensão muito grande por conta das políticas que são necessárias para prevenir a disseminação do vírus. Essas questões estão atingindo vários segmentos. E por isso há necessidade de se criar espaços adequados para solucionar as controvérsias, dentro e fora do Poder Judiciário”, comenta um dos organizadores do evento, o Prof. Dr. Marcelo Pereira de Almeida.



    A programação, que foi transmitida ao vivo na TV UCP, contou com participação de grandes expoentes da pesquisa jurídica no Brasil e na América Latina. O evento propôs reflexões sobre os ambientes de solução de conflitos nos Estados Contemporâneos, por meio de palestras e mesas-redondas que acontecem ao longo de todo o dia.

    “Temos que criar espaços que efetivamente possam racionalizar essas questões e promover soluções mais rápidas. Haja vista que a crise gerada exige uma série de medidas que devem ser tomadas imediatamente. Muitos erros e excessos são cometidos, e a fragmentação de vários direitos e interesses acaba potencializando muitos conflitos. Então debater essas questões envolvendo método de solução de conflitos se mostra muito relevante nesse momento”, conclui o docente da UCP.

    O Seminário Internacional Processo e Sistemas de Justiça: Reflexões sobre os ambientes de solução de conflitos nos Estados Contemporâneos aconteceu nos dias 15 e 16 de junho, e todos os eventos podem ser assistidos na TV UCP. 

  • O Programa de Pós-graduação em Direito da UCP propôs reflexões atuais e contemporâneas sobre a área na aula inaugural do curso, realizada virtualmente nessa quinta-feira (21.05) com transmissão na TV UCP, canal no Youtube da Universidade. O evento teve o convidado, prof. dr. Gilvan Luiz Hansen, docente do Departamento de Direito Privado da Universidade Federal Fluminense, que ministrou a palestra A insustentável leveza do Direito.

    Hansen tem experiência e publicações na área de Filosofia e em Direito, com ênfase em Ética, História do Direito, Filosofia do Direito, Teoria do Direito, Filosofia da Educação e Filosofia Política. 

    O coordenador do PPGD, prof. dr. Daniel Machado Gomes

    “O tema, em uma referência à principal obra de Milan Kundera, A insustentável leveza do Ser, aponta para uma tensão que me parece presente no campo do Direito desde os seus primórdios que envolve os dois aspectos: da segurança e estabilidade, por um lado, versus a insegurança e instabilidade do outro. O Direito se digladia com essas duas perspectivas, sempre buscando-se afirmar como instância de estabilidade e de segurança. E isso está muito presente em todo momento da história e hoje no Brasil”, disse Hansen depois de falar um pouco sobre a obra literária em questão iniciando a analogia ao Direito. 

    Além da reflexão sobre o Direito, que atraiu público em geral interessado no tema, a aula também buscou uma integração entre os alunos da graduação e do mestrado em Direito da UCP. 

    O conteúdo da palestra A insustentável leveza do Direito pode ser conferido no canal da UCP no Youtube.

  • O Incidente de Resoluções de Demandas Repetitivas (IRDR) e o microssistema de casos repetitivos no Código Processual Civil (CPC) de 2015 foi o tema da primeira palestra virtual promovida pelo Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) da UCP. O evento, realizado nesta segunda-feira (18.05) na TV UCP - canal no Youtube da Universidade -, contou com a participação do Defensor Público do Estado do Rio de Janeiro, José Roberto Mello Porto e foi mediado pelo também defensor público e professor da UCP, Cléber Alves.

    “É um evento histórico com a primeira palestra remota do CCJ usando essa ferramenta e estou honrado em ter essa participação nesse evento, como egresso e professor há 30 anos da Instituição. A temática que estamos tratando hoje é das mais relevantes e importantes no processo civil contemporâneo. As temáticas ligadas ao Direto Processual Civil são um assunto bastante importante dentre os conteúdos e as matérias que a nossa faculdade de Direito historicamente se dedica”, comenta o docente da UCP.

    UCP promove palestra sobre IRDR
    O diretor do CCJ, Prof. Maurício Pires Guedes abriu a palestra

    A palestra teve a proposta de fomentar o debate sobre as novidades trazidas pelo Código de Processo Civil de 2015.

    “Minha ideia aqui é trazer uma visão geral do IRDR, que é o Incidente de Resoluções de Demandas Repetitivas, que foi um grande objeto de estudo do meu mestrado. Para entender de onde vem esse incidente e a relevância disso, tem que entender as linhas gerais do Código de 2015. Ele é atual, real, contemporâneo e completo. Por isso é importante conhecê-lo”, disse José Roberto Mello Porto ao iniciar a palestra. 

    O conteúdo completo desse encontro pode ser conferido no canal no Youtube da Universidade, a TV UCP.

  • A pandemia vem gerando uma série de dúvidas e questionamentos nas mais diversas áreas. Pensando nisso, o professor da graduação e do mestrado em Direito da UCP, Klever Filpo escreveu o artigo Em tempos de covid 19, negociação, conciliação e mediação podem ser usados sem restrições!O trabalho já pode ser conferido na plataforma ResearchGate.



    Ao explorar resultados de pesquisas realizadas por ele e seus alunos no mestrado e na graduação, o trabalho aponta que formas consensuais de solução de conflitos podem ser muito úteis neste momento em que se faz necessário enfrentar as consequências da pandemia em diversas relações jurídicas contratuais.

    “Os métodos consensuais, autocompositivos, poderão dar solução mais rápida, econômica e adequada para muitos dilemas, no contexto de uma nova ordem que parece se aproximar, no plano interno e internacional, com repercussão significativa em  vários  ramos  da  atividade humana. Ao menos na área jurídica, nunca foi tão importante a capacidade de sentar, dialogar e buscar consensos. O texto teve centenas de visualizações na web, ampliando a contribuição da UCP para lidar com os desdobramentos da covid-19, em todas as suas especialidades e áreas de pesquisa”, pondera o pesquisador.
  • Exibições do UCP Online em Tempos de Pandemia acontecerão as segundas, quartas e sextas-feiras, às 18h, no canal da Universidade no Youtube

    Diariamente somos bombardeados com uma infinidade de informações, verdadeiras e falsas, sobre a nova pandemia da covid-19, que preocupa o mundo todo. Falar e esclarecer sobre tudo o que norteia a doença pode ajudar a entender melhor e conscientizar ainda mais a população sobre a gravidade e seriedade da questão. A partir da próxima segunda-feira (27.04), a Universidade Católica de Petrópolis (UCP) lança a websérie UCP Online em Tempos de Pandemia que vai trazer especialistas para abordar diversos aspectos sobre a doença e o tempo de isolamento social, como direito da população, economia, empreendedorismo, entre outros.

    “Temos um capital intelectual muito grande na Universidade, com uma seleção de especialistas nas mais diversas áreas que podem contribuir com seu conhecimento nesse momento tão delicado e novo para todos nós. Vamos oferecer essa expertise que a UCP tem em prol da comunidade. Acreditamos que quanto mais informações verdadeiras pudermos passar, as pessoas se conscientizarão e estarão mais preparadas para passar por essa fase da melhor maneira possível. É um momento de união e superação de todos”, explica o vice-reitor da UCP, maestro Marcelo Vizani. 


    As exibições ocorrerão as segundas, quartas e sextas-feiras, às 18h, no canal do Youtube da Universidade (UCP Online), com entrevistas que vão trazer professores e profissionais envolvidos com a pandemia, debatendo as diversas dúvidas e questões a respeito do novo coronavírus. A experiência de quem viveu na pele a covid-19 também será compartilhada, como o primeiro episódio com a coordenadora do curso de Biomedicina da UCP, Adriana Afonso, que testou positivo e vai contar sua vivência, além de abordar também aspectos da biomedicina na questão.

    “A UCP é um celeiro de conhecimento, com profissionais qualificados que são atualizados e geradores desse conhecimento. Poder compartilhar isso com a comunidade nesse momento é um aspecto de cidadania, uma vez que as informações vêm de encontro à necessidade de uma orientação segura e verdadeira. Porque estamos todos vivendo uma condição ímpar de pandemia, o que gera muita angústia e ansiedade”, comenta a professora, que testou positivo, assim como o marido.

    “Compartilhar a experiência de ter vivido essa infecção e o processo de uma evolução moderada da covid é uma ação solidária. Nesse momento em que todos estão angustiados pela mudança de rotina, pela restrição que a pandemia nos impõe, todo compartilhamento de informação verdadeira é colaborativa. Poder compartilhar quais foram os sintomas, os momentos de angústia e a relevância da ajuda que recebi de profissionais e amigos é uma ação de cidadania. É importante para as pessoas terem um percepção de que a sintomatologia é diferente em cada pessoa, como ocorreu comigo e com meu marido. O intuito é ajudar as pessoas e minimizar a angústia”, pondera Adriana.

    O UCP Online em Tempos de Pandemia vai ao ar as segundas, quartas e sextas-feiras, começando já no próximo dia 27, às 18h, no UCP Online, canal no Youtube da Universidade. Todo o conteúdo da websérie ficará disponível para publicação/veiculação na imprensa e para instituições que tenham interesse em utilizar o material ao abordar os assuntos e temas referentes à pandemia.
  • Em tempos de pandemia, em que a tecnologia tem sido nossa maior aliada para garantir a continuidade nos estudos dos nossos alunos, de maneira remota, a UCP firmou novas parcerias, investindo em ferramentas tecnológicas para oferecer ainda mais vantagens e facilidades aos nossos discentes. A partir de agora, todos os alunos da Universidade têm acesso ao Google for Education, uma plataforma ampla e com múltiplos aplicativos, e também já está disponível a licença do Office 365 ProPlus.

    Com o Google for Education, o aluno terá um e-mail institucional que será a sua chave para uma série de aplicativos disponíveis na plataforma, que poderá ser acessada a qualquer hora e em qualquer lugar. Ele terá, pelo Google Drive, espaço ilimitado para armazenar em nuvem arquivos de trabalhos e imagens. Também terá acesso ao Google Classroom, Google Forms, recurso de colaboração e compartilhamento de documentos, planilhas e apresentações; assim como ao Google Meet, que permite conversas e reuniões com mais de uma pessoa por voz ou por videoconferência.



    Já por meio de uma parceria entre a UCP e a Microsoft, o aluno tem a licença gratuita do Office 365 ProPlus, enquanto sua matrícula estiver ativa na Universidade, podendo baixar os softwares do pacote Office em seu computador, tablet ou smartphone. O Office 365 inclui todos os aplicativos do tradicional pacote Office, como Word, PowerPoint, Excel, OneNote, entre outros, além do acesso ao OneDrive para armazenamento de arquivos e documentos na nuvem.

    A licença permite a instalação dos softwares em até cinco dispositivos, para uso offline. Além disso, também é possível a utilização da versão online dos aplicativos acessada pelo navegador.

    “É na crise que temos a oportunidade de crescer, de evoluir e aprimorar o que somos e o que oferecemos. Temos que aproveitar esse momento para extrair o melhor e temos a tecnologia a nosso favor. Por isso estamos trabalhando para tornar essa experiência virtual dos nossos alunos, com as aulas remotas ao vivo, a melhor possível. Firmamos essas parcerias com objetivo de oferecer o máximo de ferramentas para que o aluno aproveite da melhor forma seus estudos”, pontua o vice-reitor da UCP, maestro Marcelo Vizani.
  • O semestre começou e não poderia faltar o tradicional Concerto de Boas-vindas da UCP, que neste ano trouxe uma novidade com a apresentação do UCP Jazz. O trabalho, sob a coordenação do Prof. Rafael Bezerra, é fruto do grupo de pesquisa e prática de conjunto da Licenciatura em Música da UCP, atuando como um grande laboratório para as disciplinas do curso. As apresentações aconteceram no intervalo das aulas nesta quinta-feira (12.03), no Campus Dom Cinta, e na quarta-feira (11.03) no Campus Dom Veloso.



    “Estudar na UCP tem dessas coisas. Este é o nosso jeito de expressarmos nossa alegria em ter todos vocês aqui conosco, sejam os alunos veteranos, sejam os estudantes ingressantes que acabaram de chegar em nossa casa. No último sábado (07.03), tivemos a oportunidade de ter os Jogos de Integração, no nosso Centro Poliesportivo. E agora temos a grande participação do UCP Jazz, formado por nossos estudantes, a maioria dos alunos de licenciatura em Música. Mas um projeto aberto a todos os estudantes que tenham interesse na música. Obrigado a vocês do grupo, por essa manifestação de carinho, e a todos que prestigiaram esse momento”, disse o Reitor, Pe. Pedro Paulo de Carvalho Rosa.

  • Classificados estão entre as 100 bolsas integrais oferecidas para os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Direito, Engenharias, Educação Física e Pedagogia

    “A gente já trabalha para poder pagar as contas. Acaba que a faculdade a gente fica deixando para depois. Essa foi uma oportunidade muito boa, com bolsa integral, para finalmente cursar o Ensino Superior”. A declaração é da 1ª colocada no Vestibular Social da Universidade Católica de Petrópolis em parceria com a Prefeitura de Petrópolis, Thais Rodrigues Vasconcelos que começa agora a cursar Direito. Nesta sexta-feira (14.02), foi feita a matrícula para os 100 primeiros classificados no processo seletivo, que aconteceu no último domingo (09.02), no Campus Dom Veloso.


    Os primeiros classificados foram recepcionados pelo Reitor da Universidade, Pe. Pedro Paulo de Carvalho Rosa, que agradeceu a participação dos candidatos e parabenizou pela aprovação.

    “Estamos felizes em recebê-los como alunos da UCP, nessa parceria da Universidade com a prefeitura, oferecendo a oportunidade para ingressarem no Ensino Superior. Sejam bem-vindos”, disse.

    A expectativa para ingressar na UCP era grande por parte dos aprovados. Classificada em 2º lugar, a jovem de 17 anos, Ana Caroline Nascimento Ventura contou que se surpreendeu com o resultado.

    “De primeira não achei nem que conseguiria passar, ainda mais em 2º lugar. Fiquei muito satisfeita. Quando vi o resultado nem acreditei. Corri para contar para minha mãe. Essa foi a chance que tive para cursar o Ensino Superior. Foi uma iniciativa muito boa”, conta a nova estudante de Direito da UCP.


    A primeira a escolher uma das Engenharias, Daiana da Silva Malta, de 24 anos, está animada para ingressar no curso que tanto queria. Ela quer dar continuidade à área que se interessou, a Mecânica, depois de fazer um curso técnico.

    “Achei ótima essa oportunidade. Estou tentando há três anos o Enem e agora vou fazer o curso que eu quero na melhor universidade de Petrópolis. Quase chorei quando vi o resultado, em 4º lugar”, lembra a futura engenheira.


    O Vestibular Social foi retomado neste ano, por meio do convênio entre a UCP e Prefeitura de Petrópolis, oferecendo 200 bolsas integrais para os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Direito, Engenharias, Educação Física e Pedagogia – sendo 100 neste semestre e outras 100 bolsas em um novo processo seletivo que será realizado para ingresso no segundo semestre de 2020.

    Prefeitura e UCP oferecem 200 bolsas de estudo no Vestibular Social 2020
  • Depois da Semana de Integração Docente, é a hora de iniciar oficialmente o ano letivo na UCP que começou nesta segunda-feira (10.02) com a recepção dos novos alunos. Calouros dos campi Dom Veloso e Dom Cintra receberam em um dia exclusivo dedicado a eles as boas-vindas da Reitoria e coordenação dos cursos.

    Eles foram apresentados à Instituição e às instalações do campus onde estudarão, visitando laboratórios e salas especiais, além de conhecerem os coordenadores e docentes dos cursos, tendo a oportunidade de saber mais sobre a graduação que farão.



    Maria Eduarda de Souza Fonseca, de 17 anos, está ingressando no curso de Letras e ficou feliz de ter esse dia especial de contato entre os calouros e corpo docente, um dos diferenciais que a fez escolher a UCP após participar por duas vezes do UCP Portas Abertas.

    “Gostei muito da relação dos alunos com os professores. Vi isso no Portas Abertas, que também me ajudou a definir qual curso seguiria, pois cheguei a ver outros no dia do evento, mas optei mesmo por Letras que já era a minha primeira opção. E hoje ter esse dia só pra gente é bom, pois não chegamos perdidos no meio de todo mundo. Achei bem legal, porque conhecemos o coordenador do curso, alguns colegas de aula e de outros cursos”, conta a estudante que estudará no Campus Dom Veloso.

    “É bom ter esse momento só para os calouros, para se ambientar e já se acostumar, sem começar logo com todo mundo”, disse Camile Cruz, de 16 anos, que vai estudar Engenharia Elétrica no Campus Dom Cintra.

  • Com o início de mais um ano letivo, a UCP se prepara para receber seus estudantes promovendo capacitação e atualização de seus docentes. De 3 a 5 de fevereiro, os professores participaram da Semana de Integração com atividades voltadas ao aprimoramento constante dos colaboradores. A abertura aconteceu na segunda-feira (03.02) com celebração de missa em ação de graças e uma confraternização entre a Reitoria e colaboradores. Na ocasião foram anunciadas as mudanças ocorridas com os novos mandatos nas direções de Centros e coordenação de cursos da graduação e do mestrado.



    A programação contou com uma reunião direcionada aos docentes que lecionam na modalidade a distância, para discutir sobre o papel do EAD e dos envolvidos para o melhor aprendizado; além de oficinas sobre novas metodologias e sobre moodle; e palestras sobre temas diversos, como questões sobre a acessibilidade pedagógica; desafios psicológicos da ação docente, entre outras.

    Novos mandatos nos Centros e cursos

    Neste semestre, também assumem os novos diretores e coordenadores aprovados pelo Conselho Universitário (CONSUN). O Centro de Ciências Jurídicas passa a ter na direção o Prof. Maurício Pires Guedes e na vice-direção a Profª. Adriana Sheremetieff, que assume a direção da graduação em Direito. A vice-direção do Centro de Ciências da Saúde passa a ser com a Profª. Rosilene Ribeiro, coordenadora do curso de Psicologia. O Padre Adenilson Ferreira Silva assume a coordenação do curso de Teologia, do Centro de Teologia e Humanidades.

    A Profª. Erika Machado continua na coordenação do curso de Arquitetura e Urbanismo e assume, também, a direção do Centro de Engenharias da Computação. O curso de Engenharia Civil tem agora a frente o Prof. Vinícius Furtado Rosa. Já os de Engenharia Elétrica e Mecatrônica estarão sob coordenação do Prof. Fábio Licht, que também é responsável pela Engenharia da Computação e Redes de Computadores. Nos programas de pós-graduação, o mestrado em Direito passa a ter na coordenação o Prof. Daniel Machado Gomes e adjunto o Prof. Klever Filpo.

Rua Benjamin Constant, 213 
Centro - Petrópolis/RJ
24 2244-4000